quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

A Recepção

Sabem gente VIP, mas importante mesmo, que é recebida com muita festa quando chega, assim, com direito a faixa, balões, aos sons das cornetas e dos tambores, com direito a luminoso e tudo?

Pois é, assim foi recepção ontem para mim e para a Luciana aqui em casa. Uma festa só! Os "parentes" preparam uma surpresa, com tudo que tem direito.

Tudo muito legal e divertido.

Amei!

Cliques do momentos:

- a organização para a recepção surpresa;

- o pessoal (cuidem o detalhe da faixa e do luminoso);

-Vovô, curtindo até tarde a chegada das netas;


- eu e a faixa;
- foto com Jé, o "parente" organizador da surpresa;

- foto com a cumadre;



- pessoal curtindo os "souvenirs" cariocas;


- ih... o vôo demorou tanto que a Helena até tentou, mas não conseguiu esperar a dinda acordada, mas estava presente.

Coisa bem boa! É ótimo viajar, mas voltar também é muito bom.
HOME SWEET HOME

A Jornada de volta

Chegou o dia de voltar, cedo, perto das seis e meia, saímos da Barra da Tijuca, em direção ao Aeroporto Santos Dummont.
O dia estava bonito, fomos pelo caminho que passa pelas praias, muita gente se exercitando e aproveitando o dia que começava.
Chegamos ao aeroporto, despedidas, check-in, tudo muito tranquilo. Entramos na sala de embarque. Logo nos painéis com as infomações sobre os vôos começaram a aparecer informações de atrasos de vôos, vi que não seria tão rápido como a ida e que teríamos que esperar.
Um pouco depois, a agitação na sala do embarque começa, nenhum vôo saía do aeroporto. Por condições meteorológicas (para nos leigos incompreensíveis, já que tinha sol e um pouco de nuvens só), que nos foram explicadas como "falta de teto" e um "vento de cauda" muito forte, a pista de vôo encontrava-se fechada.
Os ânimos começam a acirrar, as empresas custam a dar soluções, mas tem gente que se passa e já começa o bate boca.
Às nove horas, momento em que teríamos que estar já começando a voar nos informam que teríamos que nos deslocar até o outro aeroporto, pois ele estava funcionando normalmente e nosso avião nos aguardava lá.
A empresa arcou com o deslocamento, mas acomodar mais de 80 pessoas em táxis e atravessar a cidade do Rio de Janeiro, fez com que o vôo ficasse para o meio dia.
Meio dia, todo mundo dentro do avião, já na pista de vôo e nada de o avião decolar. Nos informaram que tínhamos problemas técnicos agora com a aeronave, ficaram quase uma hora tentando solucionar o problema com a gente sentadinho no avião. Nessas alturas eu já achava melhor que o problema nem fosse resolvido, porque se não estava 100% a aeronave melhor não arriscar. E, então, o vôo foi cancelado novamente.
Novamente desembarcamos, era uma da tarde mais ou menos, fizemos todos os funções das bagagens de novo, e então fomos remanejadas para uma outra companhia. Ainda bem que teve espaço em um outro avião para todos os passageiros.
Novo check-in, outra vez despachar malas, o nosso vôo agora estava marcado para as 15:45. A empresa aérea nos pagou um almoço em um bom restaurante.
Finalmente com o vôo das 15:45 não houve nenhum problemas. Ele saiu sem atrasos. Às 18:00 chegamos em POA e pegamos o ônibus das 19:00 para Pel.
No total sete horas de atraso e "funções".
A Luciana nessa função toda de aeroporto, para não ficar entediada ficava procurando famosos. Eu não reconheço ninguém, só reconheci o Carlinhos Brown, porque ele tem características muito peculiares. Mas a Luciana é boa nisso, tem um olho. Tinha um bonitão de boné no nosso vôo e e ela já disse, pelo estilo aquele ali é famoso, logo ela descobriu que era o Luciano Szafir, ele era do nosso vôo também então participou de toda a nossa "indiada". Ela ainda achou a Carla Marins, uma outra atriz de novela. Durante a estada no Rio ela e a Mel também reconheciam famosos, mas eu nunca, sou péssima para isso.
Do que ficou desse dia todo, além de uma grande experiência em aeroportos, exercício de paciência e risadas, foi para mim a noção de como o ser humano é gregário e em horas assim se une. No vôo de ida, tudo certinho, nenhum atraso, não me lembro da cara de ninguém, de cumprimentos ou simpatias entre os passageiros, em compensação ontem com "caos", no final já parecíamos um grande grupo, já nos chamavamos de excursão. Almoçamos com uma moça muito simpática, depois dividimos o táxi com um outro senhor muito engraçado, a conversa entre os passageiros que nunca tinham se visto era grande. Acho que é uma lei da natureza, solidariedade e união em momentos que fogem do controle, deixa as coisas mais fáceis.

domingo, 24 de janeiro de 2010

Comentários

Coisa bem boa, retornar ao ap da Sylvia, ligar o computador e ler comentários na postagem que tinha escrito há poucas horas atrás. Acho que quem não tem um blog não sabe, mas, embora se saiba que a pessoas lêem o teu blog, se elas não comentam, parece que está se falando para ninguém. Os comentários são essenciais para que se estabeleça uma "conversa", entre vocês e eu. Então obrigada a tia Arceli (que é a "comentarista" mais assídua), a Ana (também blogueira e que então sabe como são legais os comentários) e a minha mãe, que também está sempre presente nos comentários pelas palavras deixadas nos comentários na postagem anterior, é muito bom ter um "feedback" e saber que gostam de "acompanhar" a nossa viagem.

Quanto aos planos contidos na postagem anterior, chegamos ao cine e todos os ingressos, para todas as sessões de Avatar 3D estavam vendidos :(


Compramos ingressos para amanhã, nosso último dia no Rio e, já que estávamos lá, assistimos ao filme Amor sem escalas (título original Up in the Air), com o George Clooney. O filme passa uma mensagem legal e tem um fim diferente dos tradicionais. Não posso fazer comentários para não estragar a surpresa, mas não é um fim esperado.

Vista da Janela

Hoje é o primeiro dia que não fez um tempo bom para a praia. O despertador tocou bem cedinho para aproveitarmos o dia de praia mas está nublado. Às sete da manhã então, estava bem feio o tempo. E até estranho, pois o Rio de Janeiro é uma cidade muito colorida. Mas tem uma grande vantagem nisso, depois de tantos dias com tantos calorões, coisa bem boa um dia com temperatura amena.

Acabamos não indo a praia e agora à tarde vamos ao cinema. As "interioranas" aqui vão ver Avatar em 3D, já que nunca foram num cinema em três dimensões. Na volta conto como foi o experiência.

Para mostrar o clima no Rio hoje, aqui vai uma foto tirada "agorinha", da sacada do ap da Sylvia.

sábado, 23 de janeiro de 2010

Confeitaria Colombo

Ontem à tarde, eu e a Luciana conhecemos a Confeitaria Colombo, famoso ponto turístico da cidade do Rio.

"A Confeitaria Colombo localiza-se no centro histórico da cidade do Rio de Janeiro, no Brasil, sendo um dos principais pontos turísticos da Região Central da cidade.
A confeitaria foi fundada em
1894 pelos imigrantes portugueses Joaquim Borges de Meireles e Manuel José Lebrão, tendo um extenso rol de clientes célebres entre a sociedade brasileira.
Sua arquitetura e ambiente permitem ter uma idéia de como terá sido a
Belle Époque na capital da República. Entre 1912 e 1918 os salões do interior da confeitaria foram reformados, com um toque Art Nouveau, com enormes espelhos de cristal trazidos da Antuérpia, emoldurados por elegantes frisos talhados em madeira de jacarandá. Os móveis de madeira do interior foram esculpidos na mesma época pelo artesão Antônio Borsoi. Em 1922 as suas instalações foram ampliadas com a construção de um segundo andar, com um salão de chá. Uma abertura no teto do pavimento térreo permite ver a clarabóia do salão de chá, decorada com belos vitrais.
Entre os clientes famosos da confeitaria estão
Chiquinha Gonzaga, Olavo Bilac, Rui Barbosa, Villa-Lobos, Lima Barreto, José do Patrocínio, Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek, entre muitos outros".

O local é realmente muito bonito, mas muito movimentado. Embora fossemos pagar bem carinho por um cafezinho, pensavámos em sentar, mas quando descobrimos que existia uma longa fila para sentar numa das mesas desistimos e então só tiramos algumas fotos. A confeitaria é bem bonita e tem o poder de te transportar para um outro tempo.

O Centro do Rio

Não só as praias e as paisagens do Rio são bonitas, nesses dois últimos dias andei pelo centro e achei ele bem bonito. Antigo, com prédios lindos, até possui um ar um pouco europeu. O bom do Rio é isso, é uma cidade de múltiplas facetas.

TEATRO MUNICIPAL


CINELÂNDIA



TRAVESSA DO OUVIDOR


ARCOS DA LAPA

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Criatividade

Vou aproveitar a vinda ao Rio para dar início a uma nova seção do meu blog.
O ser humano é muito criativo, inventa cada uma.
Vou tentar fotografar circunstâncias engraçadas ou criativas e colocá-las aqui, pois acho que o que é diferente, criativo, deve ser divulgado.
Começando a seção olhem o nome de um bar que fica na Vargem Grande, aqui no Rio:

Olá!!

Oi!!!

Já viram a cena, me acordo e olho pela janela, que bom, está meio nublado, ótimo já que vamos para a praia hoje.
Com a temperatura que vem fazendo por aqui, quando está sem nuvem nenhuma fica insuportável o calor, então aqui, ao contrário de outros lugares, um ventinho e umas nuvens são essenciais para uma boa ida à praia.
Quando estávamos voltando da praia caiu uma daquelas chuvas de verão, chegamos pingando no ap da Sylvia e como algumas janelas estavam abertas entrou água, uma função.
Mas como falo para as gurias, estou cada dia mais espantada com o "poder secante" da cidade do Rio de Janeiro.
Logo a chuva passou e então liguei os ventiladores.
Em minutos as grandes possas estavam bem menoras e agora, pouco mais de uma hora depois da chuva não há resquício nenhum de chuva aqui no ap, e olha que entrou bastante água.

Bom, como já disse antes, hoje fomos na Praia da Barra.

Ontem foi feriado aqui no Rio, dia de São Sebastião, padroeiro da cidade.

Demos umas voltas. Nessas andanças passamos pelo Projac, aqui pertinho da Sylvia, aonde gravam as novelas da Globo, tentei entrar, mas fui barrada, nada de visitas...

Depois levamos o Flake, o novo cachorro da Sylvia para uma volta no calçadão da Praia .

Para amanhã os planos são diferentes, vamos dar um tempo para a praia e fazer alguns passeios urbanos. Tomara que o tempo colabore e que o calor seja suportável!

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Notícias direto do Pão do Açúcar

Olá!
Hoje fizemos o que até agora considero como o melhor passeio do Rio de Janeiro, a ida ao Pão de Açúcar.
Acordamos muito cedo, às seis da manhã, para pegar carona com a Sylvia, que hoje já trabalhava. Chegamos lá antes de o bondinho abrir, e subimos no primeiro deles. Pouco movimento, ao contrário da ida ao Cristo, que foi uma grande "muvuca".
Em viagens é importante se planejar com os passeios e as datas. Fomos no Cristo ontem, domingo, ao meio-dia e a movimentação e o calor incomodaram um pouco, não deu para curtir com muita calma. Hoje, às oito da manhã e numa segunda-feira, deu para curtir a paisagem, o lugar, tudo com muita calma.
E por falar em calma, a Mel estava com um pouco de medo do bondinho, eu não, a vista é tão linda e não tenho problemas com alturas, mas para dar mais "emoção" ao passeio no meio do caminho entre os Morros da Urca e o Pão de Açúcar o bondinho deu uma travadinha, foram só alguns segundos paradinhos lá, mas a Mel tomou um baita sustão, eu achei normal e acreditava que era só ter paciência, pois cair a gente não ia.
Lá em cima, a Mel, a jornalista, resolveu fazer uma "reportagem" sobre o ocorrido. Depois eu fiz uma filmizinho para quem não conhece curtir a vista.

Reportagem da Mel, depois do susto (câmera Luciana):

Minha filmagem:

video

domingo, 17 de janeiro de 2010

Paisagem Rio - 17 de janeiro




Notícias do Rio

Hoje faz cinco dias que nossa viagem começou e já parece que faz mais, pois já fizemos muita coisa. Depois da última postagem, já conhecemos a Floresta da Tijuca, a Vista Chinesa, fomos no Barracão da Vila Isabel e no Corcovado.

Vários programas, todos diferentes, o que faz o Rio de Janeiro uma capital muito eclética.

Tinha curiosidade na função Carnaval do Rio, e a primeira impressão foi ótima. O barracão da Vila Isabel muito organizado, as pessoas muito civilizadas, os preços bons. Compramos uma mesa para o show do Arlindo Cruz e a noite foi muito agradável.

Nem torcia para nenhuma Escola de Samba, mas esse ano, depois de sentir a vibração e ter participado, vou torcer para a Vila Isabel, que esse ano tem como tema do samba enredo Noel Rosa.

Alguns cliques da noite de ontem:


É tanta coisa para fazer que nem dormimos muito, hoje acordamos e já fomos ao Corcovado, ir no tão famoso Cristo Redentor. Muito alto o local, a vista maravilhosa, só foi o passeio mais tumultuado, pois é um lugar muito visitado, então enfrentamos filas, preços altos e um baita calor, mas valeu a pena, não dá para vir ao Rio e não conhecer o ponto turístico mais famoso deles. Porém posso dizer que os outros são tão bonitos quantos.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Jardim Botânico

Na noite passada chuveu bastante aqui no Rio de Janeiro, e o dia hoje ficou nublado, mas não pensem que isso é ruim, foi ótimo, pois o calor amenizou e o clima ficou o ideal para o passeio previsto para hoje, o Jardim Botânico.

No aeroporto de Porto Alegre comprei um mini-guia do Rio, com um mapa, e ele "quebra um galho", embora não esteja bem atualizado.

Nele constam as seguintes informações sobre o Jardim Botânico: "Considerado um dos jardins mais importante do mundo, sua criação ocorreu em 1808, ordenada por dom João VI. O Parque foi tombadopelo Iphan. Por sua importância histórica, cultural, científica e paisagística, foi reconhecido, internacionalmente como um Museu Vivo no segmento de botânica e definido pela Unesco como reserva de biosfera (...)".

Agora, falando da minha impressão, não das informações contidas em uma guia, posso dizer que trata-se de um lugar bem legal, astral bom, calmo, limpo e lindo. O barulho das aguá corrente, as canterios bem arrumados, as plantas e flores muito diferentes, fazem com o que o passeio seja inesquecível.

Adorei o fato de os animais silvestres ficarem soltos pelo lugar, ficava com os olhos muito atento e assim consegui ver e fotografar alguma espécie de micos, uma garça e até um bando de macacos (que se aproximava bastante das pessoas). Muito bom esse contato com a natureza.


quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

A primeira impressão do Rio de Janeiro

Cheguei no Rio!

O Vôo foi ótimo, tranquilo e bonito, adoro voar! Minha irmã ficava rindo de mim, porque eu ficava tirando foto das nuvens, gosto dessa perspectiva de ver tudo de lá bem em cima.

A chegada no Rio foi mais linda, o pôr-do-sol no pão de açucar visto do avião, a pista do aeroporto na bahia do Guanabara, os barquinhos lá em baixo...

Hoje já acordamos muito cedinho para irmos para praia e aproveitamos muito o dia.

Realmente o Rio é bem quente e as coisas são muito longe, mas com as paisagens lindíssimas tudo é suportável, pois distração tem de sobra, é só olhar pela a janela.

Nossa primeira parada, às 8 da manhã, foi a praia do Recreio dos Bandeirantes:


Depois fomos a uma outra praia, Abricó, que fica na reserva ecológica do Grumari.


Estou com pressa, temos que ir, depois dou informações mais detalhadas sobre os lugares pois vamos para um passeio mais urbano agora.
Até logo!

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

A pousada da Cachoeira

É ótimo viajar, pois viajar é conhecer coisas novas, fugir do cotidiano, deixar tudo que cansa no dia-a-dia em casa. É mais fácil fazer isso quando se faz uma viagem para mais longe e se vai para um lugar desconhecido, mas também é bem possível "viajar" para lugares bem pertinho. Basta descobrir algum lugar que não se conhece e se apropriar de um olhar de viajante.

Nesse domingo conheci um lugar bem aqui pertinho, a Pousada da Cachoeira. O lugar é lindíssimo, tão perto, tranquilo e pouca gente que mora em Pelotas conhece. Vale a pena ir conferir!

- eu curtindo a cachoeira;

- para terem uma idéia da paisagem.